GASPAR CARDOSO PAÚL
Solicitador e Jornalista (1848 - 1920)


GASPAR LOUREIRO d´ALMEIDA CARDOSO PAÚL nasceu em Mondim da Beira a 2 de Gaspar Loureiro Paúl Outubro de 1848. Casou com D.a Rita Rufina Montenegro, natural de S. Vicente de Tougues, comarca de Vila do Conde daqual teve 3 filhos: Gonçalo Paúl que veio a ser Juiz de Direito em Vinhais; Joaquim Paúl, Médico no Porto e Maria dos Anjos Paúl. Por falecimento da sua 1.ª esposa casou em 2.as núpcias em S.ta Maria de Belém. com D. Francisca Romana Pinto.

Em 13 de Maio de 1866 foi para Guimarães, na qualidade de cartorário e secretário particular do Sr. Visconde de Lindoso, depois conde e ainda Marquês de Lindoso.

Foi nomeado solicitador para a comarca de Guimarães em 8 de Outubro de 1879 e transferido para os auditórios do Porto por decr. de 7 de Junho de 1900 e, tendo prestado as suas provas perante a Relação do Porto, foi autorizado a solicitar perante aquele tribunal por despacho de 7 de Fevereiro de 1901.

De Guimarães foi correspondente dos seguintes jornais: "Comércio do Porto", "Novidades", "O Concelho de Gaya", "Beira e Douro" e "A Vida Moderna".

Colaborou nos seguintes jornais: "Jornal de Horticultura Prática" e "Imparcial" de Guimarães; O País, de Coimbra; "O Echo do Norte" e "17 de Julho" de Guimarães; "O Enthusiasta" e "Exposição Industrial de Guimarães",etc.

Publicou: Código Civil Annotado, em 1879; Manual do Recorrente em causas cíveis em 1879, 2.ª edição em 1899; Pecúlio do Processo Criminal, em 1884 e 1898; Tratado de Expropriações, aliás Collecção Completa de Legislação sobre Expropriações desde 1838, com um Formulário dos Processos Administrativo e Judicial em 1884; Indice Alphabético do Regulamento do Registo Predial de 20 de Janeiro de 1898 em 1901.

Também escreveu poesia. Umas foram publicadas em jornais, outras queimou-as pouco tempo antes de morrer.

Tão ilustre vida apagou-se na Foz do Douro em 28 de Maio de 1920.

(Fonte: "Memórias de Mondim da Beira" de Leite de Vasconcelos)